Oito aprendizados que marcaram 2017

Um clássico de fim de ano são as famosas listas. Sonhos, conquistas, promessas, fracassos. Pode até ser um clichê, mas, sem dúvida, é um exercício de reflexão valioso. No embalo dos muitos catálogos de ideias, análises e previsões que aparecem nesta época, resolvemos listar alguns aprendizados de 2017 que ajudam a refletir nossa ação e traçar rotas para o futuro. Confira:

 

  1. Em tempos de crise, inove!

O noticiário nacional não descansou um minuto durante a cobertura da agenda marcada pela crise política e econômica que assola o país. 2017 foi um ano de muita escassez de recursos, fato que afetou profundamente o campo social. Contudo, em tempos de recessão, surgem boas ideias. Fomos atrás de alternativas de organizações da sociedade civil para inovar em suas estratégias de mobilização de recursos.

Leia mais.

  1. Conhecimento é capital

O tema “conhecimento” perpassou toda a reflexão do campo social que a Mobiliza realizou ao longo de 2017. Além de firmar um compromisso com a geração e compartilhamento de saberes, buscamos dar destaque a quem atua nessa agenda e a convidar outros atores do campo a compartilhar repertórios acumulados ao longo de suas jornadas. Como diz a pesquisadora Iara Rolnik, “Observamos que o campo, aos poucos, foi entendendo a produção de conhecimento como chave de transformação social”.

Leia mais.

  1. É preciso conhecer as tendências e os desafios de hoje e de amanhã

A produção do primeiro fascículo da Coleção Mobiliza permitiu um mergulho profundo em temas relevantes do campo social. Assim surgiu a pergunta: o que são organizações sociais conectadas com as tendências e os desafios do século XXI? A pesquisa não foi capaz de encerrar a discussão em uma só resposta, mas abriu um diálogo sobre tendências de atuação.

Leia mais.

  1. Precisamos falar sobre comunicação e Ciência de Dados para transformação social

Em uma das matérias de maior repercussão do ano, Pedro Abramovay, diretor para a América Latina da Open Society Foundations, fala entre outros assuntos sobre comunicação e produção e gestão estratégica de dados na sociedade civil. Um tema que deve aparecer forte em 2018.

Leia mais.

  1. É possível gerar valor socioambiental e ao mesmo tempo ter retorno financeiro

Não se trata de tarefa fácil, mas pensar estratégias que conectem propósito da OSC com geração de retorno financeiro é possível. Quem nos ajudou nessa reflexão foi Graziella Maria Comini, coordenadora do CEATS. A entrevista bombou. Confira!

Leia mais.

  1. A hora do diagnóstico: olhar para dentro é fundamental

Um dos grandes marcos do ano foi o lançamento da plataforma Avaliação de ONGs, em parceria com a TrackMob. O diagnóstico, disponibilizado em fase beta de forma gratuita, ajuda as  organizações a se compreenderem melhor e planejar estratégias de sustentabilidade institucional.

Leia mais.

  1. Modelos de financiamento autênticos: é, sim, possível fugir do óbvio!

segundo fascículo da Coleção Mobiliza, lançado em 2017, trouxe à tona uma série de reflexões e casos do campo social que podem contribuir com a ampliação da concepção do tradicional plano de mobilização de recursos. Nesse sentido, ganham destaque histórias de empreendedores e organizações da sociedade civil inspiradoras.

Leia mais.

  1. A captação de recursos mudou

Voltando ao tema da crise política econômica – afinal, não dá para fugir dessa pauta -, Leila Novak, fundadora e mentora da Rede Papel Solidário, fala sobre caminhos para a captação em tempos de escassez. A entrevista aponta uma interessante reflexão sobre a forma de constituição jurídica das organizações. Confira.

Leia mais.

  1. É hora de pensar o futuro

Fechando essa lista, fica o convite: continue acompanhando os conteúdos publicados aqui no site da Mobiliza e em suas redes sociais. “Plantamos uma semente no passado e estamos adubando. Desejamos ser uma organização que produz, organiza e gera conhecimento sobre inovação social e financiamento de iniciativas de impacto socioambiental. Nesse sentido, 2018 será um ano de muitas novidades”, comenta Rodrigo Alvarez, diretor e idealizador da Mobiliza.

 

QUER SABER DAS TENDÊNCIAS EM IMPACTO SOCIAL E MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS? CADASTRE-SE

mobiliza-fundo

Entre em contato e solicite uma conversa (13) 99715-7973 ou contato@mobilizaconsultoria.com.br